Formular boas perguntas é o jeito mais eficiente de receber respostas. Esse processo de gerar reflexão, integrado a ativação de ferramentas básicas de gestão e liderança, pode tornar você, sua equipe e organização muito mais eficientes. Nesse cenário, deixo aqui uma questão fundamental que abrirá sua mente para outras percepções sobre seu perfil de liderança: no ambiente de trabalho, você costuma perguntar ou dar respostas prontas?

Liderar significa, acima de tudo, treinar o olhar e saber tirar o melhor proveito da sua equipe, tratando cada um deles de acordo com o seu perfil e aptidões. Você realmente sabe como está desenvolvendo a sua equipe? Ou ainda: como anda a organização da sua empresa?

desenvolvimento-lideranca
Aluna do Curso Olhando que se Vê – Gestão e Liderança, organizado pela Anne K.

Como sempre falo, é preciso olhar para ver. E o pensamento sistêmico busca entender a relação entre as coisas: Que movimento você deve fazer para enxergar além? É mais do que um caminho a ser percorrido, e sim uma mudança de atitude que vai fazer a diferença.

E como sempre se precisa de um primeiro passo, selecionamos 7 perguntas importantes que farão você ampliar a sua percepção e a sua maneira de olhar como a sua liderança está sendo conduzida. Olha só:

1 – Você está delegando e dando autonomia suficiente para cada membro da sua equipe?

2 – Você está deixando claro qual o seu papel como líder dentro do fluxo de trabalho da equipe?

3 – Você está aplicando ferramentas de desenvolvimento pessoal com cada colaborador?

4 – Os seus processos mais importantes estão devidamente padronizados?

5 – Os critérios de sucesso estão bem desenhados e comunicados a todos os membros do time?

6 – Já classificou sua equipe de acordo com seus níveis de desenvolvimento? A partir disso, traçou metas de evolução?

7 – Você tem um plano de ação concreto com metas bem definidas para sua equipe?

Essas perguntas farão você refletir sobre como anda atualmente a sua gestão na empresa, te dando mais clareza sobre onde pode haver algum gap de atuação para eventuais correções e melhorias. Lembre-se que um simples movimento de correção pode fazer toda a diferença nos seus resultados. É bem mais simples do que parece.

A visão sistêmica aliada a algumas ferramentas simples e práticas de gestão podem ser a porta de entrada para que você consiga, como líder, ampliar a sua percepção e ter mais tempo para se dedicar a novos projetos ou até mesmo otimizar o que já está dando certo. Se você se considera um eterno aprendiz e gosta de inspirar as pessoas, esteja sempre em contato com o aprendizado e a implementação de novas ferramentas. Só assim você trará o frescor necessário para um crescimento estruturado e duradouro.

Gostou desse assunto e tem alguma dúvida? Deixei os seus comentários neste post.

Faça sua Inscrição no Curso Olhando que se Vê